Boi Gordo
R$ 269,55
23/10/2020
Soja (sc)
R$ 164,50
23/10/2020
Dolar
R$ 5,616
23/10/2020
NOTÍCIAS / Geral

  • 16/10/2020 Geral

IPPA: Hortifrútis, grãos e pecuária elevam IPPA/CEPEA de setembro

Esse resultado reflete as variações positivas observadas em todos os grupos de produtos, com destaque para o IPPA-Hortifrutícolas, que subiu 12,6%; seguido pelo IPPA-Grãos, com elevação de 10,3%


Em setembro, o IPPA/CEPEA (Índice de Preços ao Produtor de Grupos de Produtos Agropecuários) manteve o movimento de alta, com avanço de 8,3%, em termos nominais, frente a agosto. Esse resultado reflete as variações positivas observadas em todos os grupos de produtos, com destaque para o IPPA-Hortifrutícolas, que subiu 12,6%; seguido pelo IPPA-Grãos, com elevação de 10,3%; do IPPA-Pecuária, com aumento de 8,1%; e, de forma mais sutil, do IPPA-Cana e Café, com avanço de 0,2%.

Entre os hortifrutícolas, foram registradas altas importantes para a banana e o tomate, mas os preços da laranja e da uva também subiram. Para os grãos, o principal impulso ao índice veio da alta da soja, dado o alto peso desse produto na composição do grupo, e a maior variação nominal absoluta foi observada para o arroz – os preços do milho e do algodão também subiram no mês. No caso da pecuária, os destaques foram as altas nos preços do boi gordo, do leite, dos suínos e dos frangos. Já o índice composto por cana-de-açúcar e café registou leve variação positiva, o qual se atribui ao avanço do preço da cana-de-açúcar, em contraste ao recuo observado no preço do café. Na mesma comparação, o IPA-OG-DI Produtos industriais, calculado e divulgado pela FGV, teve alta de 2,8% – logo, de agosto para setembro, os preços agropecuários subiram frente aos industriais da economia. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br


Notícias relacionadas:

Projeto de colégio agrícola estadual é finalista de prêmio científico nacional

Novos zoneamentos do sorgo granífero e do milheto orientam produção agrícola

Barragem em propriedade rural exige regularização; veja o que fazer

ALGODÃO: Procura supera oferta, e indicador sobe 17% na parcial de outubro

Comentários Comente essa notícia

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.