Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos site. Ao visitar nosso portal, você concorda com esse monitoramento e com nossa Política de Privacidade.
Notícias nacionais

  • Geral - Publicada em 25/09/2021

Ministros do Brasil e do Uruguai debatem ações para fortalecer a defesa sanitária entre os países

Tereza Cristina e Fernando Mattos acertaram a realização de um intercâmbio técnico para acompanhar regulamentações sanitárias e fitossanitárias

Leia também:

Livros infantis gratuitos para ler com as crianças na quarentena

Saiba como manter uma alimentação mais saudável no inverno

Ministro Luiz Fux é eleito presidente do STF



Por: Ministério da Agricultura (MAPA) - Governo Federal
25/09/2021

A Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Tereza Cristina, e o ministro da Pecuária, Agricultura e Pesca do Uruguai, Fernando Mattos, conversaram nesta sexta-feira (10) sobre ações para fortalecer a cooperação na área de defesa sanitária e de vigilância sanitária na fronteira entre os dois países. “É um trabalho conjunto que já existe, mas será intensificado”, disse Tereza Cristina após a reunião, realizada em Porto Alegre (RS). A ministra cumpre agenda no estado para participar da 44ª Expointer. 

Os dois ministros acertaram a realização de um intercâmbio técnico bilateral semestral para acompanhamento de regulamentações sanitárias e fitossanitárias em ambos os países. “Queremos discutir normas, novas metodologias de aplicação e fortalecer todos os sistemas de produção e de vigilância sanitária a nível de fronteiras e evitar a introdução de doenças nesta região, como a Peste Suína Africana”, disse Mattos. 

O Uruguai pediu apoio brasileiro para a erradicação da doença parasitária ocasionada pela mosca da bicheira (Cochliomyia hominivorax) em território uruguaio. A ministra colocou o Mapa à disposição para trabalhar em conjunto com o país vizinho. Eles também conversaram sobre o comércio de produtos agropecuários entre os dois países, como erva-mate, açúcar e leite.

Outro assunto debatido foi o posicionamento dos países da América do Sul nos principais debates e negociações multilaterais, como a Cúpula das Nações Unidas sobre Sistemas Agroalimentares e Sustentabilidade. A ministra reforçou a importância de continuar o trabalho de coordenação no âmbito regional que tem sido feito por meio do Conselho Agropecuário do Sul (CAS) e do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Arquivos para download:



Comentários Comente essa notícia